24 agosto 2010

FLOR EM TI


 
Anoiteci no canto

Canto de vida no ângulo recto

Canto trinado do beijo incerto

Canto perdido no som do deserto

Anoiteci ao canto

Que se adivinha depois da esquina

Que se desenha na voz divina

Que canta e me beija, menina

Anoiteci e canto

Com voz escondida uma canção

Notas escritas só de emoção

Pauta de desejo e de paixão

Anoiteci

Flor

Em

Ti

5 comentários:

Lídia Borges disse...

Lindo! Cheio de ritmo e encanto.


L.B.

PRECIOSA disse...

Amei! um poema com rima e amor...
Abraços carinhoso
Preciosa Maria

maag disse...

" pauta de desejo e de paixão"


adorei o poema!

Mar Arável disse...

Muito belo

Bj

Otário disse...

Alberto Caeiro,
heterónimo de Fernando Pessoa,
escritor português,

Querem uma Luz Melhor que a do Sol!

AH! QUEREM uma luz melhor que
a do Sol!
Querem prados mais verdes do que estes!
Querem flores mais belas do que estas
que vejo!
A mim este Sol, estes prados, estas flores contentam-me.
Mas, se acaso me descontentam,
O que quero é um sol mais sol
que o Sol,
O que quero é prados mais prados
que estes prados,
O que quero é flores mais estas flores
que estas flores -
Tudo mais ideal do que é do mesmo modo e da mesma maneira!

; abraço!