04 julho 2010

FUGA


Beijas-me.

E o meu corpo foge de mim.

Ei-lo teu...

Obedece-te.

Sente-te.

Vive-te.

Regressa sem fazer barulho,

Brilhante do suor que roubou…

Quase escondido de ti

Pede-me abrigo ao ouvido

Que quer descansar num sorriso

Do tanto que se te deu!

2 comentários:

Maria disse...

É assim o cansaço
de quem
se entrega
completamente
ao amor.
Belo!

Beijo.

G... disse...

Maria: é.... Não é?
BEijinhos