22 junho 2010

LAVA-ME OS PASSOS


Lava-me os passos
Espuma branca
Pedaço de nuvem
Caído do Céu
Batida nas rochas
Cansada de chão
Sujos, os passos
Fecho e tranca
Na alma de alguém
Que te sabe seu
No vazio das conchas
E na palma da mão.
Lava-me os passos
Afoga-me de abraços
Ata de novo em laços
Os vazios e os espaços
Espuma branca
Resto de onda
Volta, encanta
Diz onde anda
A alegria de ser
Feliz só por saber
Da magia de te ter….

6 comentários:

Maria disse...

Beija-me os passos que enterro na areia molhada
Sobre devagarinho pelo tornozelo e perna acima
Onda mais forte mais onda mais natureza mais tu
E recua, lentamente, até te subires novamente em mim.
Para ficares.

Beijo, G.

PÉTALA disse...

G
A onda pode lavar os teus passos...
Mas não lavará as tuas palavras porque elas são mais fortes que o bater da onda e mais belas que o rendilhado da espuma...
Aromas de
PÉTALA

G... disse...

MARIA: beijo-te as palavras... que tanto prezo!
Que as ondas mais doces não parem de sernatureza em ti!

G... disse...

PÉTALA: então as minhas palavras serão assim mais ou menos como as tuas.... de que tanto gosto também.
Beijinho

Mar Arável disse...

Há passos que nem as marés
conseguem apagar

porque ficam esculpidos na água

Bj

G... disse...

MAR ARÁVEL:
Obrigada....
Beijinho