29 junho 2010

A NOITE ERA SILÊNCIO EM TI

A noite era silêncio em ti. Respirava-te as expirações, alimentava-me dos sorrisos que já não querias. Que transpiravas. E deixava-me estar, colada e sem peso, no teu sono macio… Encostava-me aos teus sonhos e tentava adivinhá-los pela expressão do teu rosto adormecido.

A noite era grito em mim. Emprestada de curiosidade, subia-me para o colo e dividia-me os pensamentos. Insinuava-se na atenção que te prestava e partilhava o desvelo com que te acariciava. Negra de tristeza, alimentava-se do sorriso que me roubava. E eu, despojada e nua, deixava-me estar, entretida em cada capítulo dos teus sonhos. Ou tomada pelo pânico dos teus pesadelos.

A noite roubava-nos os mistérios. Que me sabias acordada e em fuga da luz do Sol. Que te apercebias da insónia nas dobras e nos vincos do lençol que encontravas abandonado de manhã. Que a preferias, ao reflexo das minhas lágrimas. Que me deixavas, a cada luar volvido e ainda não o sabias.

A noite fez-te a mala. E disse-me adeus por ti, com todas as vírgulas da conversa que não tivemos. Com toda a coragem que a cobardia te substituiu. Com todas as dúvidas que não quiseste ter. E fez-te passos porta fora do quarto onde me entregavas sonhos e pesadelos. E fez-te silêncio para não me acordares ao sair. Na primeira vez em que não foi grito em mim. E te deixei partir.

8 comentários:

Lídia Borges disse...

A noite rouba mistérios, na escuridão. Mas é tão clara e autoritária a fazer-nos ver o que não queremos. Muito bonito o teu dizer!

Um beijo

Maria disse...

Grande é o poder da noite quando nos domina assim. Grande é a sua magia, quando nos faz sonhar que tudo pode acontecer...

Um beijo, G.

G... disse...

LÍDIA,MARIA:
A noite verga-nos e despe-nos para a realidade.
E não é a escuridão o colo perfeito para os nossos momentos mais clarividentes?
Beijinhos e obrigada!

Paula disse...

E a noite foi silêncio, foi grito, foi ladrão, foi adeus...

Um dia destes será com certeza palavras de ternura, melodias de encantar, dádiva da vida e encontro de almas...sem dúvida!

Adorei o texto/poesia

Abraço

PÉTALA disse...

G
Como a noite ilumina os nossos pensamentos...!
Como o silêncio nos responde aos nossos anseios...!
Aromas de
PÉTALA

PÉTALA disse...

G
Como a noite ilumina os nossos pensamentos...!
Como o silêncio nos responde aos nossos anseios...!
Aromas de
PÉTALA

Mar Arável disse...

À noite tudo é mais claro

G... disse...

Paula, Pétala, Mar Arável: a noite é lupa da alma: tudo se amplifica. Tudo se revela. Em particular o que mais desejamos não ver.
Obrigada!