02 junho 2010

ANDO RECUANDO

Ando recuando porque afinal...
Vivo na memória do futuro,
Num limbo palpável, mas irreal
Numa luz viva que destrói o escuro
Mas...
Ando para trás pensando avançar
Vivo no futuro incerto das memórias
Na impermanência que sei aceitar
Na espera das noites, durante os dias.
Mas...
O futuro - rico - carrega lembranças
Hoje - agora - vê-se já o dia novo
Está imenso, alimentado de esperanças
Que a cada ontem passado renovo.
E...
Ando. Recuando?
Mas nunca parando!
Jamais desistindo.
Sempre caminhando...

6 comentários:

Maria disse...

Caminho sempre em frente. Às vezes uma pausa. Descanso o coração quente. Por ti, por uma causa. Caminho com a memória. Que me aquece e me abraça. São pedaços da minha estória. Que não quero que se desfaça. Caminho sempre contigo. Em direcção ao futuro. Tenho em ti um ombro amigo. De onde corre o rio mais puro.

Um beijo, G.

PÉTALA disse...

G
Andando se faz o caminho
Caminhando se faz a vida
Vivendo se faz o amanhã
Aromas de
PÉTALA

G... disse...

MARIA:
É tão bom quando aqui vens e te deixas «ir»...
Fico sensibilizada. Sempre.
Obrigada!
Beijo

G... disse...

PÈTALA:
E o amanhã é sempre um pedacinho de hoje que traz agarrado tanto de ontem, sempre que - de olhos fechados - caminhamos sem medos!
Beijo
Obrigada

Filó disse...

Caminhando em direcção ao futuro,com os olhos postos no presente, nunca esqueçendo o passado, carregado de memórias...

Beijinho Amigo

G... disse...

FILÓ:
Obrigado amiga!
Sempre em frente, caminhando sobre as estradas do presente com alicerces no passado....
Beijocas