21 abril 2010

RESPIRA-ME


O ar escasseia
A vida vem cheia
RESPIRA-ME!
A luz apaga-se
Como se morresse
RESPIRA-ME!
A sombra move-se
Como se vivesse
RESPIRA-ME!
A água estagna
Na planura do nada
RESPIRA-ME
A terra resseca
Porque ama e peca
RESPIRA-ME!
O céu encolhe
Porque não escolhe
RESPIRA-ME…
... que sufoco...
... e só TU sabes respirar EM MIM ...

21 Abril 2010

2 comentários:

Maria disse...

Um dia destes deixo aqui as palavras que as tuas me deixam na ponta dos dedos.
Mais um poema que me vai ficar colado. À pele...

Beijo.

G... disse...

Maria:
Pois.... há muito espaço neste cantinho de sentir.
Aberto às palavras oferecidas - as mais valiosas...
Será uma honra!
Entretanto...
OBRIGADA, por me ler.
É uma felicidade.
Beijinho com açúcar de estrelas